Mostrar mensagens com a etiqueta Vida em Marte. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Vida em Marte. Mostrar todas as mensagens

quinta-feira, 30 de setembro de 2021

Estrutura enorme, parecida a antigo templo japonês, foi descoberta em Marte

Os “Arqueólogos virtuais” acreditam que existe um “templo enorme” em Marte, parecido com um antigo templo japonês. Segundo eles, isso é confirmado nas imagens de satélite do Planeta Vermelho.

Os investigadores acreditam de que há uma ligação evidente, entre a misteriosa estrutura na superfície de Marte e o templo japonês na Terra. A estrutura vista em imagens de satélite de Marte mostra semelhanças impressionantes com a antiga tumba japonesa de Kofun.



Estrutura enorme, parecida a antigo templo japonês, foi descoberta em Marte
Photo//Anomalien


A China planeia construir uma mega nave espacial



Uma estrutura gigante é visível no serviço Google Mars bastando para isso, inserir as seguintes coordenadas: 6 ° 3'57,07 “N 92 ° 4'13,22” E

Um grande número de imagens da estrutura misteriosa sugere que este não é um efeito pareidólico. Esta estrutura tem uma semelhança impressionante com o complexo funerário do Japão. Isso leva alguns investigadores a especular que talvez há milhões de anos, Marte era habitada por uma antiga civilização.

 


Existem várias teorias intrigantes sugerindo que, num passado distante, um evento catastrófico, que desconhecemos, destruiu a civilização marciana, forçando os sobreviventes a ir para a Terra.

Em relação à declaração destes arqueólogos virtuais, a NASA explicou que as bordas retas da estrutura são o resultado de rachas ou de uma colina natural formada num solo duro que foi erodido ao longo de biliões de anos.



Muitos investigadores discordam dos cientistas da NASA, e acreditam que a estrutura identificada em Marte embora tenha sobrevivido a milhões de anos de erosão ,tem os seus contornos claros, indicam que uma raça antiga provavelmente habitou Marte.



Estrutura enorme, parecida a antigo templo japonês, foi descoberta em Marte
Photo//Anomalien


Um nono planeta está à espreita no nosso sistema solar


De acordo com o cientista John Brandenburg, que tem doutorado em física teórica de plasma pela Universidade da Califórnia, uma antiga civilização marciana existiu no Planeta Vermelho e foi destruída num passado distante.



 As semelhanças não podem passar despercebidas e estamos olhando para os restos de uma civilização marciana outrora poderosa que provavelmente desapareceu há milhões de anos após um evento catastrófico”, disse Brandenburg.








Referencia//Anomalien

domingo, 9 de maio de 2021

Espécimes semelhantes a cogumelos podem indicar existência de vida em Marte

Após analisar dados recolhidos pelos robots Opportunity e Curiosity da NASA, uma equipa internacional de cientistas afirmou que as imagens recolhidas podem mostrar a presença de formas de vida semelhantes a fungos em Marte.

Os espécimes encontrados possuem forma esférica e cor branca, e foram inicialmente considerados compostos de óxido de ferro hematita. Contudo esta informação foi refutada em estudos posteriores, segundo a Popular Mechanics.



Rover-em-marte
Photo//Pixabay//noupload


Proxima Centauri regista explosão estrelar gigantesca


O novo estudo indica o aparecimento de objetos esféricos no solo de Marte num período de três dias, que, segundo os cientistas, "aumentam seu tamanho, mudam de forma, movem-se para outros locais e reduzem o tamanho, até quase desaparecerem".

"Diversos destes espécimes esféricos do nível do solo também possuem hastes ou partes soltas de suas membranas externas, e estão cercados por pedaços brancos e material similar a esporos macios, que podem consistir em leprose", apontam os cientistas.

De acordo com a equipa, estes espécimes não podem descartar completamente minerais, desagregação e forças geológicas desconhecidas, exclusivas de Marte.


Cientistas revelam que 2026 pode ser o ano do contacto extraterrestre


"Contudo, o crescimento, as mudanças de localização e forma, juntamente com a morfologia similar à vida, sustentam a hipótese de que haja vida em Marte", afirmaram.

Entretanto, o cientista Jonathan Clarke, presidente da Sociedade Marciana da Austrália, adotou um tom de ceticismo e classificou o novo estudo como apenas especulativo.

"Como geólogo que estuda Marte, a explicação dos fungos não faz sentido. As condições de Marte são tão extremas que não tem como notar os fungos ou qualquer tipo de vida crescendo em condições de frio e baixa pressão atmosférica. Não há como sobreviver ou prosperar", afirmou.



Enquanto isso, Paul Myers, biólogo da Universidade de Minnesota, demonstrou o seu ceticismo, afirmando que "alegar que fungos estão surgindo por Marte é uma afirmação extraordinária que precisa de evidências concretas e não apenas uma análise da morfologia fotográfica realizada por um excêntrico que havia afirmado ter visto crânios em Marte".


A nave espacial da SpaceX esteve em risco de colisão com um objeto não identificado


Referencia//PopularMechanics