Mostrar mensagens com a etiqueta Armas. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Armas. Mostrar todas as mensagens

segunda-feira, 28 de junho de 2021

Submarino “Belgorod”, equipado com armas capazes de provocar tsunamis", já navega

O novo submarino russo, equipado com drones nucleares capazes de derrubar um porta-aviões e causar tsunamis navegou pela primeira vez. Acredita-se que o “Belgorod” é o maior submarino construído nos últimos 30 anos

O enorme navio, capaz de afundar porta-aviões e apelidado de 'assassino da cidade', navegou em águas abertas pela primeira vez.



Submarino-Belgorod
Photo//Oleg Kuleshov / TASS


Presidente Putin declara "Os Anunnaki são mais perigosos que Niribu"


Foi lançado ao mar nesta semana, enquanto a Rússia flexionava seus músculos navais, após o incidente com o contratorpedeiro britânico “HMS Defender” no Mar Negro.

Tiros de advertência e bombas foram lançados perto do navio da Marinha Real depois que a Rússia alegou que ele estava nas suas águas territoriais.

Especialistas temem que os torpedos de 22 metros, batizados de Poseidon, possam ser detonados debaixo de água para causar um tsunami radioativo.



O impacto devastador ameaçaria as cidades costeiras com ondas de até 90 metros de altura.

A enorme embarcação é supostamente operada em nome da secreta Diretoria Principal de Pesquisas Submarinas da Rússia, e é considerado fundamental para a operação de recolha de inteligência do país.

Relatórios também afirmam que o submarino está equipado com seis torpedos com armas nucleares, cada um capaz de transportar ogivas com um poder explosivo de dois megatons.

É equivalente a dois milhões de toneladas de TNT, ou 130 vezes mais poderoso do que a bomba de Hiroshima.

O Dr. Sidharth Kaushal, do Royal United Services Institute, disse que a frota de UUVs pode ser valiosa para o presidente Putin.

Ele afirmou no Mail Online: "O “Belgorod” é grande o suficiente para atuar como um navio-mãe para um conjunto único de embarcações menores que têm capacidades de mergulho profundo e a capacidade de adulterar a infraestrutura submarina”.



Está bem equipado para sabotagem e operações clandestinas. Seus torpedos nucleares Poseidon também poderiam ser um meio muito eficaz de atacar um porta-aviões em tempo de guerra, um contra o qual atualmente não existe defesa”.

O “Belgorod” não fará parte da Marinha Russa, o que significa que suas ações secretas e agressivas serão efetivamente negadas”.

"O submarino parece preparado para uma guerra não atribuível das Forças Especiais, com seus comandantes respondendo diretamente à liderança [política] e contornando a estrutura de comando naval russa."



O problema ocorre depois que o HMS Destroyer ter recebido "tiros de alerta" por navios da marinha russa na quarta-feira.

As cenas dramáticas viram relatos de bombas perto do navio como um aviso quando ele passou por águas disputadas.

Sergei Ryabkob, vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, advertiu que o país defenderá suas fronteiras usando "todos os meios possíveis".


O que as maiores mentes do mundo pensam sobre energia nuclear



Referencia//Daily Star

domingo, 18 de outubro de 2020

China testa novos drones de ataque, suicidas (Video)

A Academia Chinesa de Eletrônica e Tecnologia da Informação (CAEIT) lançou um novo vídeo assustador que certamente lhe causará alguma inquietação. O vídeo mostra um “enxame” de drones explosivos  libertados da traseira de um camião e de helicópteros e o South China Morning Post diz que eles se destinam a atacar alvos.

Drones-suicidas
Photo//Weibo


Irá a pandemia transformar a China no novo líder mundial?


O vídeo também mostra os drones  sendo comandados remotamente a partir de um dispositivo semelhante a um tablet. Uma fonte do Exército de Libertação do Povo que pediu anonimato disse ao  South China Morning Post que o camião foi  encomendado como parte da estratégia de fusão civil-militar do governo  .

Eles ainda estão na fase inicial de desenvolvimento e alguns problemas técnicos ainda precisam ser resolvidos”, disse a fonte. “Uma das principais preocupações é o sistema de comunicação e como evitar que ele fique bloqueado. Os militares descobriram que a inteligência artificial que usa é muito lenta a reagir ”.



Enquanto isso, o The Times informou que os drones estão sendo concebidos para tropas, tanques e outros veículos blindados. Esta não é a primeira vez que o CAEIT realiza esses testes.

Em novembro de 2017, o instituto de pesquisa realizou o que se acredita ser a maior dessas experiencias com 200 pequenas aeronaves de asa fixa.





O South China Morning Post  diz que a aeronave não tripulada parece semelhante ao CH-901, o primeiro drone de ataque tático da China, que mede 1,2 metros de comprimento e pesa 20  libras.  Apesar das suas reduzidas dimensões, o drone pode viajar a uma velocidade de 150 km por hora.


Nave espacial chinesa lançou objeto misterioso no espaço




Ele também pode voar durante 120 minutos antes de auto detonar. Coisas muito assustadoras! Nenhum dos meios de comunicação mencionou para que serviam os novos drones e se outros países deveriam se preocupar. No entanto, esses tipos de enxames de drones podem ser muito perigosos, pois podem sobrecarregar os sistemas de defesa aérea.


Airbus aposta em aeronaves movidas a hidrogénio e zero emissões


Referencia//South China Morning Post//The Times




China testa novos drones de ataque, suicidas (Video)

A Academia Chinesa de Eletrônica e Tecnologia da Informação (CAEIT) lançou um novo vídeo assustador que certamente lhe causará alguma inquietação. O vídeo mostra um “enxame” de drones explosivos  libertados da traseira de um camião e de helicópteros e o South China Morning Post diz que eles se destinam a atacar alvos.

Drones-suicidas
Photo//Weibo


Irá a pandemia transformar a China no novo líder mundial?


O vídeo também mostra os drones  sendo comandados remotamente a partir de um dispositivo semelhante a um tablet. Uma fonte do Exército de Libertação do Povo que pediu anonimato disse ao  South China Morning Post que o camião foi  encomendado como parte da estratégia de fusão civil-militar do governo  .

Eles ainda estão na fase inicial de desenvolvimento e alguns problemas técnicos ainda precisam ser resolvidos”, disse a fonte. “Uma das principais preocupações é o sistema de comunicação e como evitar que ele fique bloqueado. Os militares descobriram que a inteligência artificial que usa é muito lenta a reagir ”.



Enquanto isso, o The Times informou que os drones estão sendo concebidos para tropas, tanques e outros veículos blindados. Esta não é a primeira vez que o CAEIT realiza esses testes.

Em novembro de 2017, o instituto de pesquisa realizou o que se acredita ser a maior dessas experiencias com 200 pequenas aeronaves de asa fixa.





O South China Morning Post  diz que a aeronave não tripulada parece semelhante ao CH-901, o primeiro drone de ataque tático da China, que mede 1,2 metros de comprimento e pesa 20  libras.  Apesar das suas reduzidas dimensões, o drone pode viajar a uma velocidade de 150 km por hora.


Nave espacial chinesa lançou objeto misterioso no espaço




Ele também pode voar durante 120 minutos antes de auto detonar. Coisas muito assustadoras! Nenhum dos meios de comunicação mencionou para que serviam os novos drones e se outros países deveriam se preocupar. No entanto, esses tipos de enxames de drones podem ser muito perigosos, pois podem sobrecarregar os sistemas de defesa aérea.


Airbus aposta em aeronaves movidas a hidrogénio e zero emissões


Referencia//South China Morning Post//The Times