segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022

O aumento do nível do mar coloca 36 cidades em risco de submergir

Mais de 226 milhões de pessoas estão em perigo.

Infelizmente, a maioria das povoações costeiras está sob a ameaça de inundações devido ao aumento do nível do mar. Algumas cidades estão construindo diques para evitar que a terra seja inundada, enquanto outras estão apresentando soluções alternativas.



36 cidades em o risco de submergir
Photo//The Indian Wire


Crise climática leva populações de corais do Mediterrâneo ao colapso



A Climate Central, uma organização independente que trabalha com as mudanças climáticas e seus impactos, criou um mapa interativo chamadoCoastal Risk Screening Tool, e mostra as áreas em risco de serem submersas. Ao escolher a opção "nível da água", pode-se ver quais áreas estão ameaçadas de serem inundadas até 30 pés com o aumento do nível do mar.



Algumas cidades estão em perigo

De acordo com uma pesquisa publicada no The Swiftest, espera-se que mais de 226 milhões de pessoas em 36 cidades sejam afetadas pelo aumento do nível do mar. Em relação a esse fato, eles também elaboraram um visual que demonstra as 36 maiores cidades em risco de serem inundadas se o nível do mar subir até 1,5 metros. Nesse cenário, muitas cidades do mundo parecem estar em perigo, incluindo Amsterdão, Nw York, Bangkok e, infelizmente, mas não surpreendentemente, Veneza. Marcos muito significativos localizados nessas cidades também estão em perigo. Vamos apontar alguns.



Basílica de São Marcos em Veneza

A Basílica de São Marcos em Veneza já sofreu várias inundações nos últimos anos. A topografia de Veneza torna-a especialmente vulnerável à subida do nível do mar. A cidade fica a apenas 3,2 pés acima da linha de água e está afundando há muitos séculos. Espera-se um aumento do nível do mar de 120 centímetros até o final do século 21, e isso é 50% maior do que as previsões médias para o aumento do nível do mar em todo o mundo até 2100.


Cientistas temem danos ao ecossistema provocados por 'Mega Iceberg'


Miami Beach na Flórida

Miami é uma das cidades que não está muito acima do nível do mar também. São apenas 7 pés, acima da linha media. Particularmente Miami Beach, um destino turístico popular, vem sofrendo graves inundações há anos. Algumas medidas estão sendo tomadas, como instalação de bombas, elevação de estradas e restauração de áreas húmidas. Além disso, o estado da Flórida está investindo US$ 4 biliões na prevenção de mais danos, mas considerando o rápido aumento do nível do mar, é apropriado dizer que a cidade está correndo contra o tempo.



Estátua da Liberdade em New York

A frequência de inundações na cidade de New York aumentou consideravelmente e, no ano passado, a cidade enfrentou sua primeira emergência de inundação repentina. A cidade fica 32 pés acima do nível medio do mar e também corre o risco. Espera-se que o nível do mar suba para 7-29 polegadas até 2050. Como método de prevenção, a cidade de Nova York iniciou o Projeto de Resiliência Costeira do East Side para proteger seus moradores de condições climáticas extremas no futuro. E, infelizmente, a Estátua da Liberdade tem um enorme potencial de ser danificada pelo aumento do nível do mar e condições climáticas extremas.



O que foi feito para reduzir o aumento do nível do mar?

Já testemunhamos alguns ensaios preventivos de países. Por exemplo, Jacarta, a capital da Indonésia que está afundando, está construindo um paredão para enfrentar a maré. As barreiras contra as tempestades do rio Hudson também são outro plano para proteger as linhas costeiras ao redor da cidade de New York de condições climáticas extremas e aumento do nível do mar.

O tempo mostrará se esses métodos funcionarão, e se serão o suficiente para aguentar os ataques da mãe natureza. Mas uma coisa é certa: será preciso grande engenharia e tecnologia.



Os oceanos estão agora mais quentes do que em qualquer ponto da história humana




Fonte

Sem comentários:

Enviar um comentário