domingo, 16 de janeiro de 2022

Raça alienígena colonizou o Sistema Solar e construiu Pirâmides em Marte e na Lua

Em várias fotografias da Lua e de Marte é possível ver construções de vários tipos incluindo as pirâmides. Mas surge uma pergunta. Teria sido uma raça alienígena que construiu edifícios, pirâmides e bases subterrâneas no sistema solar?

 Bem… certamente uma ou mais raças extraterrestres construíram estruturas piramidais e outros edifícios na Terra, na Lua, em Marte e em outros planetas do nosso sistema estelar. As muitas imagens que podem ser encontradas na Internet e em algumas publicações raras geralmente são censuradas e não divulgadas oficialmente e mostram a presença de estruturas alienígenas no sistema solar.



Raça alienígena colonizou o Sistema Solar e construiu Pirâmides em Marte e na Lua
Photo//Segnidalcielo


Ovnis filmados no lançamento do telescópio James Webb



Para a NASA, qualquer coisa relacionada a estruturas alienígenas descobertas em outros planetas não deve ser de domínio público. Para os teóricos da conspiração, não há dúvida de que a Lua, Marte e outros planetas do sistema solar escondem vestígios antigos pertencentes a antigos viajantes espaciais, ou seja, uma raça tecnologicamente avançada (talvez os Amunnaki?), que não teria sido difícil de detetar.

 A teoria da presença na Lua de estruturas artificiais construídas por uma raça alienígena inteligente não é nova. Ao longo dos anos, inúmeras fotos de luzes estranhas e outras estruturas anormais, como pirâmides e outras construções, atraíram a atenção de ufólogos, que identificaram edifícios com arquiteturas complexas que não teriam sido construídas por primitivos na Terra.



Por exemplo, a nave espacial “Clementine” conseguiu capturar fotos de alta resolução da superfície da Lua. Assim, durante mais de 300 órbitas, teve a oportunidade de coletar dados significativos. Esperava-se ver as imagens de alta resolução, no entanto, ficamos muito surpreendidos quando a Marinha dos Estados Unidos, que administrou a missão Climentine, publicou sua primeira série de imagens. Elas foram fortemente pixeladas, editadas em formato Gif de baixa resolução, como se poucos detalhes tivessem sido extraídos das imagens, que deveriam ter sido disponibilizadas ao público.



 

piramide_edific-lunari-
Photo//Segnidalcielo

Nave alienígena pode estar enterrada em Marte, em Valles Marineris


Muitas áreas lunares de interesse foram intencionalmente obscurecidas, como se a NASA e a Marinha estivessem escondendo algo grande. Isso pode ser visto claramente no caso das imagens referentes à região “Rainer Gamma”, uma área de alto albedo 40 milhas a oeste da cratera Reiner. A explicação oficial para o apagão seria "perda de dados", mas todos sabemos que não é o caso.

Essa supressão deliberada fica ainda mais evidente nas famosas fotos das torres lunares e além. As imagens de Marte também foram modificadas e muitas obscurecidas para suprimir a verdade sobre a presença de estruturas inexplicáveis.

 


Uma descoberta muito interessante em Marte diz respeito àquela em que são visíveis, muitas estruturas com sinais claros de construção feitas por seres tecnologicamente avançados. Estas são ruínas alienígenas antigas. Se fossem encontrados na Terra, as pessoas não hesitariam. No entanto, isso é Marte, e saber que a vida alienígena existia tão perto da Terra teria realmente abalado o mundo inteiro. É por isso que a NASA não quer que o mundo saiba.

A NASA quer manter em segredo para ver se podem encontrar algum tipo de tecnologia alienígena que possa ser útil para os Estados Unidos. Imagine encontrar um computador quebrado em Marte... e trazê-lo para a Terra, apenas para descobrir que o computador tem uma versão alienígena de inteligência artificial. A NASA baixa o programa e o adapta à tecnologia moderna de hoje, usando-o para controlar o mundo. Bem, esse seria o cenário mais provável.



nasa-piramide-marte
Photo//Segnidalcielo


Especialista em OVNIs afirma que que estamos próximos de um contato ET


Há evidências fotográficas de que algo foi construído artificialmente na Lua, Marte, Vênus e outros planetas do sistema solar. Existem estruturas na superfície do Planeta Vermelho e estruturas em Vênus, encontradas em inúmeras imagens feitas por sondas espaciais, como o MRO dDa missão Apollo à Estação Espacial Internacional, há imagens suficientes para criar um forte argumento quando se trata de visitas de raças extraterrestres. Há coisas que nem a ciência pode explicar. Seja na Terra, na Lua ou em Marte, o fenômeno OVNI (agora melhor Realidade Extraterrestre) está em toda parte, e uma das declarações intrigantes e mais interessantes feitas nos últimos anos vem do general Albert Stubblebine, um general que também foi o comandante general nos comandos do Comando de Segurança (INSCOM), mais precisamente, à frente da Inteligência do Exército dos EUA.



Na sua última entrevista, Stubblebine afirmou: “ Existem construções na superfície de Marte, na Lua e em outros planetas do sistema solar que são obra de uma antiga raça alienígena tecnologicamente avançada. Existem edifícios e outras estruturas em Marte que estão conectadas a áreas subterrâneas de tamanho inimaginável. Existem também máquinas na superfície de Marte. Estruturas abaixo da superfície de Marte obviamente não podem ser vistas pelas câmaras das sondas como a Voyager de 1976. "Sinais" de sua presença. "





Só se pode descobrir em detalhes, pode ver o que são, onde estão, quem são e muitos detalhes sobre eles. Os rovers de Marte são enviados apenas para fazer as pessoas acreditarem que Marte é apenas um planeta desolado. É verdade sim, mas apenas parcialmente mas existem algumas áreas onde ainda existe vegetação e em algumas fotografias tiradas pela sonda MRO podem ser vistas. Sob sua superfície existem bases secretas e antigas bases alienígenas e na superfície existem pirâmides e cúpulas que também foram fotografadas e muitas vezes fotografias escondidas ou manipuladas pela NASA.”


Ex-chefe militar dos EUA alerta que alienígenas podem provocar a Terceira Guerra Mundial


Referencia//Segnidalcielo

Massimo Fratini


Sem comentários:

Enviar um comentário