domingo, 2 de janeiro de 2022

NASA investiga como as várias religiões reagirão à descoberta da vida alienígena

A humanidade há muito tempo que deseja saber quais as suas origens e se está sozinha no universo. Alguns investigadores, financiados pela Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço (NASA), estão em busca de pistas na junção entre ciência e religião.

Entre 2016 e 2017, a NASA financiou parcialmente uma pesquisa sobre vida alienígena, convidando um grupo de especialistas religiosos para explorar como os crentes de vários grupos religiosos podem reagir à identificação de vida extraterrestre.



como as várias religiões reagirão à descoberta da vida alienígena
Photo//Tecmundo


Profecias de Enoque, a segunda vinda pode não ser o regresso de Deus, mas uma invasão alienígena


A pesquisa incluiu 24 especialistas reunidos no Centro de Investigação Teológica da Universidade de Princeton. Entre o grupo estava o reverendo Dr. Andrew Davison, da Universidade de Cambridge, que revelou ao The Times que havia participado das discussões.


De acordo com o relatório, a NASA, quando forneceu fundos para o estudo, estava procurando ver “estudos sérios sendo publicados em livros e periódicos” abordando a “profunda maravilha, mistério e implicação de encontrar vida noutro planeta”.



“A questão mais significativa que existe é provavelmente se alguém responderia teologicamente à perspetivada existência de vida em algum outro lugar, em termos de ter havido muitas encarnações, ou apenas aquela sobre a qual os teólogos falam em Jesus”, escreveu Davison, um cristão, num comunicado publicado no blog da Faculdade de Divindade da Universidade de Cambridge.

No seu próximo livro "Astrobiologia e Doutrina Cristã", a ser publicado em 2022 e obtido pelo The Times, o teólogo sugeriu que mais pessoas buscarão consolo na tradição religiosa se vida alienígena for identificada.

A deteção de vida alienígena pode vir numa década ou apenas em séculos futuros ou talvez nunca, mas se, ou de onde vier, será útil ter pensado nas implicações com antecedência”, sugeriu Davison.



Um porta-voz da NASA disse ao The Hill que, ao fornecer uma bolsa do programa de astrobiologia ao CTI, a agência espacial não escolheu os investigadores para o estudo.

Essa abordagem fará com que se fale um novo idioma em apenas 3 semanas.

Em 2017, a revista "Motivation and Emotion" publicou um artigo intitulado "We Are Not Alone", no qual o psicólogo Clay Routledge e sua equipa da North Dakota State University sugeriram que aqueles que têm baixos níveis de crença religiosa, mas se esforçam para encontrar um sentido na vida tendem a acreditar mais na existência de qualquer forma de inteligência extraterrestre. Os investigadores observaram que o pensamento de algum tipo de vida alienígena poderia fazer os adeptos religiosos "sentirem-se parte de um drama cósmico maior e mais significativo".


Nave alienígena pode estar enterrada em Marte, em Valles Marineris


Referencia//SputnikNews

Sem comentários:

Enviar um comentário