terça-feira, 21 de dezembro de 2021

Afinal, pode haver vida em Vénus, afirmam cientistas do MIT

Os investigadores anunciaram no ano passado, a descoberta de fontes significativas de fosfina na atmosfera de Vênus. O gás incolor e inodoro, afirmaram na época, poderia ser um possível sinal de vida, já que costuma ser o resultado da decomposição da matéria orgânica aqui na Terra.

A hipótese continua um pouco forçada, as nuvens na atmosfera densa e cheia de dióxido de carbono do planeta poderiam abrigar formas de vida que também são resistentes às gotas incrivelmente cáusticas de ácido sulfúrico que as cercam.



Nuvens-de-Venus
Photo//Pixabay


O universo pode mudar as leis da física por conta própria, afirmam os cientistas



E, de fato, outros cientistas descartaram esta hipótese, evocando a possibilidade de um erro de processamento que coloque os próprios dados em questão.

Mas agora, um novo estudo está dando nova vida à teoria tentadora. O ácido sulfúrico, dizem os cientistas do MIT, pode ser neutralizado pela presença de amónia, que os astrónomos também suspeitam estar presente na atmosfera do planeta graças às missões das sondas Venera 8 e Pioneer Venus na década de 1970.



A amónia desencadearia uma longa cadeia de reações químicas, dizem eles, que poderiam transformar as nuvens de Vênus num lugar hospitaleiro.

Em suma, “a vida poderia estar criando seu próprio ambiente em Vênus”, escreveram os cientistas no seu artigo, que foi aceito na revista Proceedings of the National Academy of Sciences .

 


O nosso modelo, portanto, prevê que as nuvens são mais habitáveis ​​do que se pensava e podem ser habitadas”, concluem eles.

O próprio gás amónia pode ser resultado de processos biológicos, sugerem os autores, em vez de relâmpagos ou erupções vulcânicas, como foi sugerido em pesquisas anteriores.

Existem ambientes muito ácidos na Terra onde há vida, mas não é nada como o ambiente em Vênus, a menos que a vida esteja neutralizando algumas dessas gotas”, disse a coautora Sara Seager, professora de ciências planetárias do MIT, num comunicado à imprensa.


 

É uma conclusão intrigante, mas nada melhor do que enviar uma sonda para a atmosfera de Vênus para confirmar de forma convincente esta hipótese tentadora.

Felizmente, tanto a NASA quanto a Agência Espacial Europeia estão planeando enviar suas respetivas naves ao nosso vizinho mais próximo nos próximos dez a 15 anos. Então, esperançosamente, algumas respostas finalmente aparecerão.


Pela primeira vez, uma nave espacial terrestre 'tocou' o sol


Referencia//MIT

Sem comentários:

Enviar um comentário