sábado, 17 de julho de 2021

O mistério da Grande Esfinge de Gizé

A Grande Esfinge de Gizé é a maior e mais famosa estátua de monólito do mundo.

Também é a mais antiga. Mas nem sua idade exata nem seus construtores são conhecidos.

O consenso científico é que foi construído pelos antigos egípcios do Império Antigo durante o reinado do faraó Khafra no século 26 aC, mas muitos consideram isso um grande mistério.



esfinge-e-piramides-de-gize-cairo-egito
Photo//Gnosis


Será que os Sumérios, viajaram para o espaço há 7000 anos?



No entanto, existem várias evidências que indicam que a Esfinge pode ser muito mais velha e, portanto, construída por alguém que viveu antes dos egípcios.

Em 1857, Auguste Mariette, o fundador do museu egípcio no Cairo, conseguiu traduzir as inscrições no Inventário da Estela, um monumento de calcário do século 7 aC, tendo detalhado como o faraó Kufu encontrou a Esfinge, que já estava enterrada na areia durante milhares de anos.



De acordo com a Stela, Kufu apenas escavou e restaurou o monumento.

O professor e geólogo da Universidade de Boston, Dr. Robert Schoch, analisou a Esfinge e chegou à conclusão de que os padrões de intemperismo na superfície, não eram resultado do vento, mas de chuvas fortes.

As pirâmides próximas não apresentam tais sinais de erosão, mas foram construídas na mesma data em que se acredita que a Esfinge tenha sido. Isso levou alguns a acreditar que a Esfinge já estava lá muito antes de 2.500 aC, quando o Saara passou a árido, o que decorre nos últimos 5.000 anos.

Uma teoria de apoio sugere que o Nilo corresponde à Via Láctea e as grandes pirâmides às estrelas que compõem a constelação de Orion.



De acordo com essa teoria, a escultura maciça foi orientada para a constelação de Leão como ela apareceu em 10.500 aC. Na verdade, naquela época, o planalto de Gizé era muito mais chuvoso do que há 4.500 anos.

Schoch acredita que o faraó Khafre apenas restaurou a Esfinge para incorporá-la no seu complexo funerário. Ele diz que a cabeça atual não pode ter sido a original porque sua erosão não coincide com a do corpo.

Portanto, se os egípcios não construíram a Esfinge, quem o fez e o que lhes aconteceu?



Tecnologia “LiDAR” permite a descoberta de uma nova pirâmide maia



O mistério da Esfinge aprofunda-se.

De acordo com o misticista Edgar Cayce, foram os atlantes. Debaixo da estrutura, eles deixaram uma sala secreta chamada Hall of Records. Diz-se que esta sala contém o conhecimento e a sabedoria da civilização há muito perdida.

Muitos procuraram essas salas e análises recentes de radar de penetração no solo da área provaram a existência de cavidades por baixo da Esfinge. Eles poderiam muito bem ser quartos escondidos, mas as escavações arqueológicas são oficialmente proibidas.



Alguns sugerem que a sala já foi encontrada e seu conteúdo é estudado por alguns selecionados e mantido em segredo do resto do mundo.

Eles dizem que a verdade seria prejudicial para a ordem mundial atual e a sociedade ainda não está pronta para aceitar o fato de que não somos a primeira civilização tecnologicamente avançada a habitar a Terra.


Oito descobertas inexplicadas da antiguidade



Referencia//Anomalien

Sem comentários:

Enviar um comentário