quinta-feira, 15 de julho de 2021

A 'oscilação' da lua e as mudanças climáticas podem aumentar as inundações em 2030

Nas próximas décadas, as marés mais altas, juntamente com o aumento do nível do mar, farão com que os litorais dos EUA experimentem um aumento "dramático" nas inundações, concluiu um novo estudo da NASA.

“Em meados da década de 2030, as costas dos Estados Unidos experimentarão inundações de maré alta muito rápidas, quando um ciclo lunar amplificar o aumento do nível do mar causado pela mudança climática”, alertou a NASA num novo relatório.



 

lua-influencia-as-mares
Photo//Hardcore


Cerca de 1 bilião de criaturas marinhas morreram devido á onda de calor


Isto devido ao ciclo de “oscilação” da Lua, que já é observado há cerca de 300 anos.

O aumento da inundação é causado em parte pela "oscilação" da lua. À medida que orbita a Terra, o ângulo do satélite em relação ao equador muda com o tempo. Esse fenómeno, que abrange um período de 18,6 anos, influencia a altura das marés.

Teremos uma espécie de golpe duplo”, disse ao The Washington Post o oceanógrafo da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional William Sweet, um dos autores do estudo. “Isso significa que as comunidades costeiras, a menos que se adaptem e se fortaleçam, provavelmente terão inundações ainda maiores do que era expectável .”



A NOAA relatou 600 inundações causadas por marés altas ao longo da Costa Leste e da Costa do Golfo apenas em 2019. A oscilação que se aproxima pode piorar isso, levando a “aumentos dramáticos no número de inundações” nas cidades costeiras de todo o país.

Estamos cada vez mais perto dos limites de inundação ou do ponto de inflexão nesses locais costeiros”, disse o líder da equipe de mudança de nível do mar da NASA, Ben Hamlington, à NPR . “A mesma variabilidade no passado que não causava enchentes agora vai causar enchentes.”

Pode até haver “aglomerado” de inundações, às vezes durando um mês ou mais, disse a NASA.



Apenas uma região pode escapar da ameaça, por enquanto.

Apenas os litorais do extremo norte, incluindo o do Alasca, serão poupados por mais uma década ou mais porque essas áreas de terra estão aumentando devido a processos geológicos de longo prazo”, disse a NASA.

 As enchentes envolvem menos água do que as causadas por grandes eventos climáticos, como tempestades, e geralmente são levadas menos a sério.







Mas se acontecer 10 ou 15 vezes por mês, será catastrófico”, disse Phil Thompson, professor assistente da Universidade do Havaí e principal autor do novo estudo. “As pessoas perdem o emprego porque não conseguem trabalhar. E os esgotos tornar-se-ão um problema de saúde pública.

Em resposta, a NASA criou o “ Sea Level Change ” para projetar o que poderia acontecer no futuro, o que inclui ferramentas para antecipar enchentes.




Sem comentários:

Enviar um comentário