sexta-feira, 12 de março de 2021

P-Volt, a pequena aeronave elétrica de passageiros para a Noruega

Uma cooperação entre a Rolls-Royce, a Tecnam e Widerøe promete entregar o P-Volt, uma aeronave de passageiros totalmente elétrica para o mercado de passageiros na Noruega.

Com o objetivo de entregar a aeronave para uso no mercado norueguês a partir de 2026, a Rolls-Royce trará experiência em sistemas de propulsão e energia, enquanto o airframer Tecnam fornecerá recursos de design, fabrico e certificação de aeronaves. A companhia aérea escandinava Widerøe garantirá que todas as competências e requisitos de uma operadora de linha aérea estejam em vigor para a entrada em serviço em 2026.



P-Volt
Imagem//Widerøe

Apresentado avião que ligará New York a Londres em 90 minutos


A notícia foi anunciada pela Rolls-Royce quer apresentou um programa de pesquisa conjunto com a Widerøe em 2019 com o objetivo de cumprir a ambição norueguesa de ter a primeira aeronave eletrificada em voos domésticos regulares até 2030, juntamente com uma redução de 80 por cento nas emissões de voos domésticos até 2040.

O novo programa baseia-se nisso, bem como na parceria existente da Rolls-Royce com a Tecnam para desenvolver o P-Volt.



É incrível ver o interesse em no P-Volt, não apenas vindo de companhias aéreas regionais, mas também de empresas baseadas em mobilidade inteligente”, disse Fabio Russo, chefe de P&D de projetos e desenvolvimento de produtos da Tecnam. “Este último ano demonstrou a importância de promover conexões capilares entre pequenas comunidades e ao mesmo tempo reduzir o congestionamento dos principais hubs. O P-Volt, assim como o P2012 Traveler de,11 lugares, servirá perfeitamente o escopo deste programa. ”



Devido à sua topografia, a Noruega faz uso extensivo da aviação para as ligações regionais, e é descrita pelo presidente-executivo da Widerøe, Stein Nilsen, como 'ideal para tecnologias de emissões zero'.

Antes da pandemia, a Widerøe oferecia cerca de 400 voos por dia usando uma rede de 44 aeroportos, onde 74 por cento dos voos têm distâncias inferiores a 275 km. Os voos mais curtos duram entre sete e quinze minutos. A aeronave P-Volt é descrita como ideal para decolagens e pousos curtos, bem como para rotas na costa norte e oeste da Noruega.


Está para breve o maior avião a hidrogénio do mundo


Referencia//The Engineer



Sem comentários:

Publicar um comentário