sábado, 13 de março de 2021

Cientistas recriam o"computador" mais antigo do mundo

Um dispositivo de 2.000 anos muitas vezes referido como o "computador" mais antigo do mundo foi recriado por cientistas, para tentar entender como funcionava.

O mecanismo de Antikythera tem confundido os especialistas desde que foi encontrado num naufrágio da era romana na Grécia em 1901.


Antikythera
Photo//Prof Tony Freeth /UCL


P-Volt, a pequena aeronave elétrica de passageiros para a Noruega


Acredita-se que o dispositivo da Grécia Antiga, movido a mão, tenha sido usado para prever eclipses e outros eventos astronómicos.

Mas apenas um terço do dispositivo sobreviveu, deixando os investigadores sem entender como funcionava e como era.

A parte de trás do mecanismo foi resolvida por estudos anteriores, mas a natureza de seu complexo sistema de engrenagens na frente permaneceu um mistério.

Cientistas da University College London (UCL) acreditam que finalmente decifraram o quebra-cabeça usando um modelo de computador 3D. Eles recriaram todo o painel frontal e agora esperam construir uma réplica em escala real do Antikythera usando materiais modernos.



Na sexta-feira, um artigo publicado na Scientific Reportsrevelou uma nova exibição do sistema de engrenagens que mostrou seus detalhes finos e peças complexas.

"O Sol, a Lua e os planetas são exibidos numa impressionante exatidão", disse o principal autor do artigo, o professor Tony Freeth.

O nosso é o primeiro modelo que está de acordo com todas as evidências físicas e corresponde às descrições das inscrições científicas gravadas no próprio mecanismo”, acrescentou.






O mecanismo foi descrito como uma calculadora astronómica e também como o primeiro computador analógico do mundo. É feito de bronze e inclui dezenas de engrenagens.

A contracapa apresenta uma descrição do cosmos, que mostra o movimento dos cinco planetas que eram conhecidos na época em que o dispositivo foi construído.

Mas apenas 82 fragmentos, totalizando cerca de um terço do dispositivo, sobreviveram. Isso significa que os cientistas tiveram que juntar a imagem completa usando dados de raios-X e um método matemático da Grécia Antiga.


Rússia desenvolve foguete para proteger a Terra da queda objetos espaciais


Referencia//BBC News




Sem comentários:

Enviar um comentário