quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

O Pentágono admite estar de posse de fragmentos de aeronaves extraterrestres

O investigador Anthony Bragalia fez a revelação n seu blog UFO Explorations, compartilhando mais de 150 páginas da Agência de Inteligência de Defesa dos Estados Unidos (DIA) depois da mesma ter respondido a um pedido do Freedom of Information Act (FOIA).

Embora muitos dos detalhes nos relatórios tenham sido obscurecidos, o que pode ser inferido é que essas tecnologias representam um salto quântico real além das propriedades de todo o material existente conhecido pelo homem”, escreveu Bragalia no seu blog.


pesquisa.anti-gravidade-tecnica-alienigena
Photo//Segnidalcielo

Estranhos objetos celestes visualizados no Dubai


O pedido da FOIA de Bragalia era "inequívoco em seu significado", de acordo com o investigador, satisfeito por ter encontrado uma brecha para informações normalmente confidenciais e secretas.

"O pedido da FOIA de 2017, feito ao DIA, requer as descrições físicas, propriedades e composição do material UFO / UAP mantido pelo governo e seu contratante", explicou Bragalia.

Acrescentou que se refere a OVNIs / UAPs e material físico e restos mortais recuperados pelo pessoal do Departamento de Defesa, como destroços, escombros, material que foi abatido ou UAPs ou OVNIs acidentados.


O investigador anexou o pedido da FOIA e partes dos cinco documentos a que teve acesso, que compreendem as 154 páginas inteiras de que dispunha. Ele também compartilhou que havia vários documentos que precisavam ser redigidos em grande escala. O blog mostra que os testes foram conduzidos pela Bigelow Aerospace, empresa sediada em Las Vegas, Nevada, que faz trabalhos privados para o Departamento de Defesa.

Os destroços do acidente foram transferidos para a antiga instalação militar em Wilbur Wright Field em Greene County, Ohio, e a empresa de inovação tecnológica Battelle Memorial Institute logo firmou um contrato para iniciar diagramas de fase para o fabrico de metal de que tem “memória”, usando níquel e titânio de altíssima pureza. Durante uma discussão na década de 1960 com o investigador Kevin Randle, que foi gravada o áudio, o general Arthur Exon disse que alguns dos restos testados no local eram feitos de titânio "especialmente laborado". Exon sobrevoou o local em 1947.


Ovni-recuperado
Photo//Segnidalcielo


Via Láctea pode ter mais de 3.000 civilizações alienígenas


Dois meses após o incidente de Roswell em setembro, o General de Inteligência Aérea George Shulgen disse que os "materiais de construção" para os discos voadores provavelmente eram feitos de várias combinações de metais e plásticos.

Os relatórios patrocinados pelo DIA que recebi mencionam um material altamente projetado, chamado metamaterial, como sendo composto por vários materiais”, acrescentou Bragalia. 'O metamaterial pode ser revestido com metal e plástico. Com base na documentação recebida, parece que os restos recuperados mostram outras capacidades extraordinárias ”.

"Além de 'lembrar' sua forma original mesmo quando dobrado ou espremido, alguns desses materiais futuristas têm o potencial de tornar as coisas invisíveis, 'comprimir' a energia eletromagnética e até mesmo reduzir a velocidade da luz."

Bragalia descobriu nos documentos que a localização dos restos do OVNI é atualmente desconhecida, acrescentando que Bigelow Aerospace demitiu quase todos os seus 85 funcionários em março de 2020. Um porta-voz disse que foi uma tempestade perfeita de problemas, levando a demissões, que talvez tenha a ver com o OVNI permanecer recuperado.

 


À medida que esta história se desenrola, percebe-se que essa revelação deveria ter sido um anúncio importante, mas parece que os “média” não querem divulga-la.

Estamos falando que o Pentágono teria reconhecido que possui em sua posse os restos de OVNIs acidentados, feitos com tecnologia avançada até mesmo para os nossos tempos.

Além disso, confirma-se a reportagem do New York Times publicada no ano passado, revelando que ocorreram acidentes de outros mundos e que os materiais recuperados foram secretamente estudados e analisados durante décadas, por empresas aeroespaciais com contratos governamentais.





O astrofísico Eric Davis, que serviu como consultor no programa OVNI original do Pentágono, disse ao Times que depois de examinar alguns materiais, concluiu que eles não eram de origem terrestre.

De fato, em março de 2020 Davis relatou a uma agência do Departamento de Defesa (DoD) sobre a recuperação de materiais como " veículos de outro mundo não fabricados na terra ".

Não sei de que outra evidência precisamos. Mesmo assim, os céticos não acreditariam ..


Professor de Harvard reafirma que uma nave extraterrestre já passou perto da Terra


Referencia//Segnidalcielo




Sem comentários:

Publicar um comentário