sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

Finlândia desenvolve vacina nasal destinada a eliminar completamente o coronavirus

As vantagens da vacina finlandesa sem agulha incluem, poder ser armazenada em temperatura de frigorífico, ser barata de produzir e requerer apenas uma dose por pessoa. No entanto, seu método de administração implica menos controle sobre a dosagem, enquanto sua eficácia ainda está para ser testada.

A vacina nasal finlandesa contra o coronavírus provou ser eficaz nos testes em roedores, e os testes em humanos começarão ainda neste verão.



Laboratorio
Photo//Pixabay//fernandozhiminaicela


Jovens com graves problemas de saúde mental, devido á pandemia


Oferecendo benefícios para os pacientes que não gostam de agulhas, o método de ingestão foi escolhido por razões puramente imunológicos, conforme explicou o professor de virologia Kalle Saksela da Universidade de Helsinki, que lidera o desenvolvimento da vacina.

A proteção contra o vírus pode então ser criada nas membranas mucosas, com ênfase no sistema respiratório superior e no nariz”, disse Saskela.

A ambição é, portanto, interromper o coronavírus completamente num estágio inicial, para que a pessoa vacinada não adoeça e não infete outras pessoas. Se bem-sucedido, isso seria uma grande melhoria em relação às vacinas atualmente em uso e eliminaria o risco de mutação do vírus nas pessoas vacinadas, o que pode resultar em variantes mais perigosas e contagiosas.



As outras vantagens da vacina finlandesa são que ela pode ser armazenada em temperatura de refrigerador e é barata de produzir. Outro benefício da vacina é que uma dose por pessoa é suficiente, não sendo necessária nenhuma dose de "reforço".

A abordagem nasal também tem suas desvantagens, pois os médicos têm menos controle sobre a quantidade de dose que o paciente realmente recebe, comparativamente a uma injeção.

A mecânica da vacina finlandesa é muito semelhante à abordagem utilizada por outros fabricantes, como AstraZeneca ou o Instituto Gamaleya. Ele contém um código genético do coronavírus empacotado dentro de um adenovírus inofensivo, um vírus do resfriado comum, modificado para que não possa se replicar.

A eficácia da vacina finlandesa ainda está para ser vista, mas os testes em ratos e hamsters provaram ser um sucesso, disse Saksela.

"É uma vacina muito eficaz que leva à produção de grandes quantidades de anticorpos e eles podem neutralizar o coronavírus, pelo menos em condições de laboratório", disse Saskela, chamando a vacina de "promissora".


Diretor da OMS afirma que o vírus pode ser controlado


No entanto, as experiencias com animais ainda estão em andamento e os resultados ainda não foram publicados.

Antecipando conversas com a autoridade farmacêutica finlandesa Fimea sobre testes em humanos, uma empresa já foi fundada com o objetivo de obter autorização de comercialização para a vacina. É provável que os testes sejam realizados em Kuopio e Helsinquia, e o interesse dos voluntários tem sido muito alto.



Para avançar rapidamente no desenvolvimento, precisaríamos de mais recursos e agora estamos procurando financiamento público e privado”, disse Saskela.

Até agora, o projeto recebeu financiamento apenas da Academia da Finlândia. Visto internacionalmente, este ser um projeto de vacina COVID-19 de pequena escala.

A Finlândia foi atingida de forma relativamente moderada pela pandemia COVID-19. Tendo registado cerca de 52.000 casos e 725 mortes, tendo se saído melhor do que seus vizinhos nórdicos, como Suécia ou Dinamarca.


Novo scanner pode detetar o SARS-Cov-2 em pessoas e superfícies


Referencia//SputnikNews


Sem comentários:

Enviar um comentário