domingo, 13 de dezembro de 2020

Como os níveis do mar mudarão com a mudança climática?

A subida do nível do mar não é um fenómeno novo. Durante grande parte do século 20, o nível médio global do mar aumentou cerca de 1,4 milímetros por ano, de acordo com o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas . O nível médio global do mar é uma média de todos os mares que cobrem a Terra. Mas durante as últimas duas décadas, a taxa mais que dobrou. De 2005 a 2015, os níveis do mar aumentaram 3,6 mm por ano.

Mas esse aumento é consistente em todo o mundo?

Não, de forma alguma. "O aumento do nível do mar não é muito uniforme em todo o mundo", disse Kathy McInnes, investigadora da Organização de Pesquisa Científica e Industrial da Commonwealth (CSIRO) na Austrália. Ela lidera o Grupo de Extremos e Projeções Climáticas do Centro de Ciências Climáticas do CSIRO.


Subida-do-mar
Photo//iStock


China irá desenvolver um poderoso sistema para modificar o clima, até 2025


Muitos lugares estão tendo um aumento da média global, mas em alguns lugares o nível do mar está descendo”, disse Jacky Austermann, professor assistente de Ciências da Terra e ambientais no Observatório da Terra Lamont-Doherty da Universidade de Columbia, em New York. "Não há um lugar imune à mudança do nível do mar", disse Austermann ao Live Science.

 

O que está causando a mudança do nível do mar? Mudanças climáticas, principalmente. O aumento da temperatura aquece o ar e a água. Conforme a água aquece, ela expande-se. O ar quente e a água também derretem as camadas de gelo. "Na Antártica, o aquecimento dos oceanos é o maior contribuinte para a desintegração das camadas de gelo", disse Austermann. À medida que as geleiras derretem, mais água flui para o oceano, adicionando mais volume aos mares.



Mas para onde vai essa água extra? Não se espalha uniformemente pelo globo, disse McInnes. Globalmente, existem dois fatores principais, a expansão térmica e a atração gravitacional das camadas de gelo. Com a expansão térmica, as correntes oceânicas redistribuem o calor, que movimenta a água fria e quente. "Se houver maior calor em algumas áreas e menos calor em outras, as áreas oceânicas mais quentes se expandirão mais, enquanto os lugares mais frios terão menos expansão”, disse McInnes. “Os ventos atmosféricos também podem baixar e elevar os oceanos”, acrescentou ela. “Além disso, esses padrões de vento também estão mudando com o aquecimento do planeta”, informou ela á  Live Science.

 

Quando gigantescas camadas de gelo derretem, elas não apenas adicionam água ao oceano. Massa atrai massa.Na Antártica e na Gronelândia, os mantos de gelo são tão grandes que suas massas exercem uma atração gravitacional no mar ao seu redor, disse Austermann. Isso torna o nível do mar um pouco mais alto nessas áreas. Mas quando as camadas de gelo derretem, suas massas também reduzem. Conforme a massa diminui, também diminui a força gravitacional que puxa a água. Com efeito, os níveis do mar estão descendo perto do derretimento das camadas de gelo, por exemplo na Gronelândia, mas aumentando no lado oposto do mundo, neste caso o hemisfério sul, acrescentou ela. "Este padrão de mudança do nível do mar no globo, chamado de impressão digital do nível do mar, é distinto para aquela camada de gelo em particular", disse Austermann, explicando como as camadas de gelo derretidas da Groenlândia e da Antártica têm seus próprios padrões de impressão digital.

 

Nova ameaça para a humanidade pode surgir no Artico


Efeitos locais como bombeamento de água subterrânea, extração de combustível fóssil e compactação de sedimentos também pioram o aumento do nível do mar, disse McInnes. Em algumas áreas, especialmente cidades construídas em deltas como Tóquio e New Orleans, a terra está descendo enquanto o nível do mar sobe. "Alguns desses grandes mega-deltas estão afundando a uma taxa muito mais rápida do que o nível do mar está subindo", disse McInnes. "Isso é um golpe duplo onde a terra está descendo e o nível do mar está subindo ao mesmo tempo."

Os ciclos climáticos naturais também contribuem para o aumento do nível do mar. "O El Niño e o La Niña causam um efeito de gangorra, em que toda a água se acumula num lado da baciado Oceano Pacífico numa fase, e depois se acumula em o outro lado da bacia na outra fase ", disse McInnes.



O aumento do nível do mar em todo o mundo pode levar a surtos de tempestades mais destrutivas e inundações incomodas mais frequentes, ou inundações que causam inconveniências públicas, por exemplo, o fechamento de estradas. Os sistemas de drenagem de águas pluviais dependem da gravidade entre a área do interior e o oceano para funcionar corretamente; portanto, se o nível do mar no oceano subir, a água não se moverá da maneira certa pelos tubos do sistema de drenagem, especialmente durante tempestades. "Se continuarmos a ter ondas de tempestade, eles vão elevar os níveis das águas em relação aos níveis do mar já mais elevados", disse Austermann. "Esse é o problema de curto prazo mais urgente em relação ao aumento do nível do mar."



O fundo do Oceano Pacífico deslizou 200 km sob a China


Referencia//LiveScience




Sem comentários:

Publicar um comentário