quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

Algumas pessoas apresentam reações alérgicas graves à vacina COVID-19 no Reino Unido

As autoridades de saúde no Reino Unido estão aconselhando as pessoas com histórico de reações alérgicas fortes devem adiar a obtenção da vacina COVID-19 da Pifzer e da BioNTech, relata a Reuters .

O país tornou-se o primeiro do mundo a aprovar e começar a administrar a vacina a idosos e trabalhadores da linha de frente nesta semana, mas duas das pessoas que tomaram a vacina já desenvolveram reações alérgicas adversas.


Vacina.
Photo//R7

Novo teste para Covid-19 usa a câmara do smarthphone e dá o resultado em 30 minutos

Como é normal com as novas vacinas, a Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde aconselhou, por precaução, que pessoas com histórico significativo de reações alérgicas não recebam esta vacina, depois de duas pessoas com histórico de reações alérgicas significativas responderam negativamente ontem ”, Disse o diretor médico do Serviço Nacional de Saúde, Stephen Powis, num comunicado.

Felizmente, “ambos estão recuperando bem”, de acordo com Powis.



Embora comuns, os reguladores foram apanhados de surpresa. As reações alérgicas, eles disseram, não apareceram nos testes extensivos da vacina, mas isso pode dever-se porque as pessoas com histórico de reações alérgicas fortes foram excluídas dos testes.



Sabemos, a partir dos extensos ensaios clínicos da vacina, que isso não era uma característica”, disse o presidente-executivo da MHRA, June Raine, aos legisladores, conforme aReuters.

A MHRA agora está aconselhando qualquer pessoa com histórico anterior de “reação alérgica significativa a uma vacina, medicamento ou alimento” a não receber a vacina da Pfizer COVID-19.


Novo medicamento bloqueia a transmissão da SARS-CoV-2


Referencia//Futurism




Sem comentários:

Enviar um comentário