segunda-feira, 23 de novembro de 2020

A vacina contra o COVID-19 da Universidade de Oxford é altamente eficaz

A vacina contra o coronavírus desenvolvida pela Universidade de Oxford é altamente eficaz em impedir que pessoas desenvolvam os sintomas da Covid-19, mostra um grande ensaio.

Os dados provisórios sugerem 70% de proteção, mas os investigadores dizem que o número pode chegar a 90% ajustando a dose.

É um pouco menos eficaz do que as vacinas desenvolvidas pela Moderna e pela Pfizer, mas a vacina Oxford / AstraZeneca tem uma grande vantagem. É bem mais barata de produzir, apenas US $ 4 por dose, segundo a BBC. A da Pfizer custa cerca de US $ 20 por dose, enquanto a da Moderna custa cerca de US $ 33.



Vacina-covid-19
Photo//Pixabay//fernandozhiminaicela

Como poderá funcionar uma vacina COVID-19 na realidade


A vacina Oxford / AstraZeneca tem outra grande vantagem, é muito mais fácil de distribuir, pois pode ser guardada num frigorifico comum. A vacina da Pfizer, ao contrário, deve ser armazenada a -70 graus Celsius.

A vacina Oxford / AstraZeneca provou  90 por cento de eficácia quando os participantes receberam meia dose seguida por uma dose completa com pelo menos um mês de intervalo.

Foi 62% eficaz quando administrada em duas doses completas com pelo menos um mês de intervalo. Isso é uma eficácia média de 70 por cento.

A empresa afirma que “nenhum acontecimento sério de segurança relacionado à vacina foi confirmado”.

 


"Incrivelmente, descobrimos que um de nossos regimes de dosagem pode ser cerca de 90 por cento eficaz e se esse regime de dosagem for usado, mais pessoas podem ser vacinadas com o fornecimento planeado de vacina", disse Andrew Pollard, investigador-chefe do estudo de Oxford, na declaração.

O estudo envolveu 23.000 participantes no Reino Unido e no Brasil que receberam regimes de meia dose ou uma dose completa da vacina. A empresa também está realizando testes em vários outros países, na esperança de inscrever 60.000 participantes em todo o mundo.



A AstraZeneca é a terceira empresa a fazer recentemente um grande anúncio sobre a eficácia de seus testes de vacinas COVID-19. No início deste mês, a Pfizer e a Moderna anunciaram que suas vacinas baseadas em mRNA são cerca de 95 por cento eficazes. 

A Russia também ja anunciou que  sua vacina, Sputnik V passou os testes com 92% de eficácia.~

Por sua vez a China anunciou que a sua vacina CoronaVAC, desencadeia uma resposta imunologia rápida.


Vacina russa Sputnik V com eficácia de 92% na 3ª fase dos testes clínicos


Referencia//BBCNews




Sem comentários:

Publicar um comentário