quarta-feira, 7 de outubro de 2020

Estudante constrói reator de fusão minúsculo e funcional

Enquanto alguns países estão gastando biliões para construir reatores de fusão nuclear do tamanho de um campo de futebol, o processo indescritível de aproveitar a energia da fusão de átomos, em vez de separá-los, um rapaz de 12 anos de Memphis, Tennessee, tornou-se a pessoa mais jovem a conseguir a fusão nuclear, de acordo com o Guinness World Records.

Quase a completar 13 anos, Jackson Oswalt conseguiu fundir dois átomos de deutério num reator de fusão que ele construiu na casa onde habita com a sua família.



Reator-de-fusão
Photo//GUINNESS WORLD RECORDS

Startup australiana “promete” produção de energia “ilimitada”


De acordo com Jackson, ele foi a única pessoa que trabalhou no reator durante as várias etapas de design e produção.

A temperatura no meu fusor varia, mas é de aproximadamente 100 milhões de graus Kelvin”, disse Jackson no vídeo do Guinness World Records.



Eu fui capaz de usar eletricidade para acelerar dois átomos de deutério juntos para que eles se fundissem num átomo de hélio 3 isótopo, que também liberta um neutrão que pode ser usado para aquecer água e fazer funcionar uma máquina a vapor, que por sua vez, produz eletricidade ”, explicou ele no vídeo.






Construir um reator de fusão DIY, embora não seja um que possa gerar mais energia do que consome, é um Santo Graal entre os investigadores de energia, é uma tarefa desafiadora, mas alcançável.

Houve alguns momentos durante o projeto em que tive algumas reservas,” admitiu a mãe de Jackson. “Eu definitivamente estaria pesquisando coisas no Google antes que ele ativasse os vários processos”, acrescentando que “ele fez um ótimo trabalho ao nos explicar isso”.


Novo reator captura hidrogénio de aguas residuais


Referencia//Guinness World Records




Sem comentários:

Publicar um comentário