quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Carros elétricos não são a solução para as mudanças climáticas

Os veiculos elétricos estão se tornando substitutos cada vez mais viáveis dos veículos a gasolina, o que é um bom sinal para a sobrevivência de nossa espécie.

Mas as ruas cheias de carros movidos a bateria não serão suficientes para impedir a mudança climática, escreveu o engenheiro ambiental da Universidade de Toronto Alexandre Milovanoff no The Conversation . De acordo com seu trabalho, teremos que ser mais ambiciosos e enfrentar o problema maior, a propriedade de veículos particulares.

 


Veiculo-eletrico
Photo//Tabela de Decisão

Hyperion XP-1, o automóvel a hidrogénio com autonomia de 1.635 Km.



Aviões, comboios e automóveis

A verdadeira promessa dos veículos elétricos, argumenta Milovanoff, é que eles fornecem uma oportunidade de repensar nossa infraestrutura de transporte como um todo. Em outras palavras, para enfrentar seriamente as emissões, precisaríamos substituir os Teslas de $ 69.420 por uma frota de autocarros e comboios limpos.



De acordo com sua pesquisa, publicada no mês passado na revista Nature Climate Change , eletrificar nosso transporte focando apenas os carros é uma meta irreal que ocuparia centenas de milhões de veículos e colocaria uma enorme pressão na rede.



Novas Atitudes

O cerne do argumento de Milovanoff é que os carros elétricos oferecem grandes melhorias, ambientalmente falando, em relação aos carros a gás. Mas essa comparação é um quadro incompleto que deixa de fora como os sistemas de transporte público bem organizados eficazes e limpos seriam muito mais eficazes.

Simplificando, existem três maneiras de reduzir as emissões de gases de efeito estufa do transporte de passageiros, evitar a necessidade de viajar, mudar os meios de transporte ou melhorar as tecnologias”, escreveu Milovanoff em TheConversation . “Mas os EVs abordam apenas um lado do problema, o tecnológico.”


Engenheiros criam um sistema que fornece eletricidade sem fio para objetos em movimento


Referencia//Futurism




Sem comentários:

Publicar um comentário