quinta-feira, 2 de julho de 2020

Vacina experimental COVID-19 com resultados positivos nos testes em humanos

A BioNTech da Alemanha e a gigante farmacêutica norte-americana Pfizer divulgaram resultados preliminares positivos de um projeto conjunto para desenvolver uma vacina contra o coronavírus.
Conhecido como BNT162b1, ele produz respostas de anticorpos iguais ou superiores aos níveis observados em qualquer soro convalescente, sangue de pessoas que se recuperaram, em doses relativamente baixas, de acordo com Ugur Sahin, CEO da BioNTech.


vacina-covid-19
Photo//UOL Noticias


OMS adverte que o pior da pandemia de Covid-19 pode estar para vir



Os dados preliminares vêm de um chamado ensaio de fase 1/2, que teve como objetivo mostrar que a vacina não é tóxica e desencadeia uma resposta do sistema imunológico para preparar o corpo para combater o vírus.
Das 45 pessoas de 18 a 55 anos que participaram do estudo, a maioria recebeu duas doses, com 21 dias de intervalo, da vacina ou de um placebo.
Um número relativamente alto de participantes desenvolveu febre após a segunda dose, de acordo com um estudo enviado no site de pré-publicação medrxiv.org. Mas isso já era esperado e não é considerado um obstáculo.
A vacina depende do RNA mensageiro, código genético que penetra nas células humanas para gerar anticorpos especificamente adaptados ao coronavírus.




Várias empresas publicaram resultados das fases iniciais dos ensaios clínicos, afirmando que suas vacinas experimentais causam uma resposta do sistema imunológico.
Um total de 23 projetos de vacinas COVID-19 já lançaram ensaios clínicos em seres humanos, afirma a London School of Hygiene & Tropical Medicine.
Vários passaram para a fase dois ou para a fase três, quando são injetados em milhares de voluntários para avaliar sua eficácia, monitorar os efeitos colaterais e recolher outras informações que permitirão o uso seguro.
Uma vacina criada pela empresa americana de biotecnologia Moderna e uma da Universidade de Oxford em colaboração com a empresa britânica-sueca AstraZeneca estão entre as que estão nos estágios mais avançados de desenvolvimento, juntamente com vários projetos chineses.
Isso inclui um da empresa CanSinoBIO, que recebeu permissão para administrar a vacina a soldados chineses.



Encontrados vestígios de coronavírus na Europa em março de 2019



Referencia//ScienceAlert



Sem comentários:

Publicar um comentário