sábado, 18 de julho de 2020

Um em cada três jovens adultos pode vir a sofrer de Covid-19 de forma grave


Um em cada três jovens adultos pode vir a enfrentar a forma mais grave de covid-19. Os fumadores são os principais afetados, numa lista que inclui ainda asmáticos e pessoas com obesidade.
O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) alerta que, embora os pacientes com mais de 65 anos estejam mais vulneráveis do que os jovens a serem hospitalizados devido à covid-19, esta diferença está a diminuir.



Pandemia
Photo//O futuro das coisas



Á medida que o número de casos vai aumentando, os jovens podem já não estar tão protegidos como estavam anteriormente, concluem os cientistas. Os resultados do estudo foram publicados esta segunda-feira na revista científica Journal of Adolescent Health.
Uma equipa de investigadores determinou a vulnerabilidade através de indicadores como diabetes, asma, doenças imunológicas, doença hepáticas, doenças cardíacas, obesidade e tabagismo.
Através da análise destes indicadores foi possível concluir, por exemplo, que todos os fumadores estão vulneráveis à forma mais severa de covid-19. Quanto aos não-fumadores, a sua vulnerabilidade ficou-se pelos 16,1%. Foram analisados 8.400 homens e mulheres com idades compreendidas entre os 18 e os 25 anos. A vulnerabilidade médica foi de 33% para homens e 30% para mulheres.



“Evidências recentes indicam que o tabagismo está associado a uma maior probabilidade de progressão da covid-19, incluindo aumento da gravidade da doença, admissão nas unidades de cuidados intensivos ou morte. O tabagismo pode ter efeitos significativos em jovens adultos, que geralmente têm taxas baixas para a maioria das doenças crónicas”, disse Sally Adams, autora do artigo.
“O risco de ser medicamente vulnerável a doenças graves é reduzido para metade quando os fumadores deixam de contar nos testes. Os esforços para reduzir o uso de cigarros e cigarros eletrónicos entre jovens adultos provavelmente reduziriam a sua vulnerabilidade a doenças graves”, disse também o coautor Charles Irwin Jr.






Referencia//Tech Explorist



Sem comentários:

Publicar um comentário