terça-feira, 7 de julho de 2020

A moto elétrica que quer bater o recorde de mais rápida do mundo


A Venturi Automobiles, que adquiriu a icónica fabricante francesa de moto Voxan em 2010, apresentou sua nova versão da moto elétrica Voxan Wattman . Ela foi projetada com o objetivo de quebrar o recorde mundial de velocidade de uma moto elétrica, tornando-se a mais rápida do mundo.
Um de seus principais produtos foi a moto elétrica Wattman, que “nasceu” em 2013, debitando 150 kW (203 HP) de potência a 10.500 rpm, gerando torque instantâneo de 200 Nm. Alega-se que é a moto elétrica mais poderosa até agora construída, capaz de acelerar de 0 a 100 km / h em apenas 3,4 segundos.

Voxan-Wattman
Imagem//Voxan

Novo supercapacitor flexível permite carregar veículos elétricos em 10 minutos



Agora, a empresa apresentou uma versão de alto desempenho desta moto elétrica que visa bater o atual recorde mundial de velocidade para motos elétricas, estabelecido em 329.085 km / h por Ryuji Tsuruta pilotando o Mobitec EV-02A (em todas as classes de peso) em 2019 Para isso, o motociclo elétrico possui um motor de ímã permanente, que desenvolve uma potência de 270 kW (367 cv) para um torque de 970 Nm. A bateria de iões de lítio pesa 140 kg e tem uma capacidade de 15,9 kWh.





O seu design é derivado de um motor elétrico que a Venturi desenvolveu para a Fórmula E. Este Venturi modificou a Voxan Wattman com um corpo que cobre a moto elétrica quase completamente. Foi é projetada com base num chassi tubular de aço e alumínio de classe aeronáutica. Os pneus Michelin Pilot RS + de 17 polegadas resistem a 450 km / h.



Voxan-Wattman
Photo//Voxan

Engenheiros criam um sistema que fornece eletricidade sem fio para objetos em movimento



As motos elétricas impulsionadas pela ação de uma roda em contato com o solo, tem uma aerodinâmica parcial, abaixo de 300 kg. a Voxan Wattman não possui travão dianteiro para melhorar a aerodinâmica e aumentar a estabilidade da máquina, possuindo apenas um travão a disco traseiro com quatro pistões.
O objetivo da equipa que desenvolveu esta moto é alcançar 330 km / h (205 mph) ou mais, tornando-se a moto elétrica mais rápida na face da Terra. A tentativa para bater o record será realizada em julho de 2021 no lago salgado de Uyuni, na Bolívia, com o bicampeão mundial de motos Max Biaggi.


Novo sistema pode impulsionar carros mais limpos



Referencia//TechExplorist




Sem comentários:

Publicar um comentário