sexta-feira, 22 de maio de 2020

O coronavírus "não se espalha facilmente" nas superfícies ou objetos, segundo o CDC


O novo coronavírus "não se espalha facilmente" ao tocar superfícies ou objetos, de acordo com o site do CDC (Centro de Controle ePrevenção de Doenças) .
Ainda assim, a propagação através de superfícies contaminadas pode ser, afirma a agência
Essa alteração foi feita no dia 11 de maio sem um anúncio da organização, de acordo com a NBC News . A mudança, feita durante uma análise interna do site, teve como objetivo "esclarecer outros tipos de propagação além de pessoa para pessoa", disse a porta-voz do CDC Kristen Nordlund à NBC News.

limpeza-de-superficies
Photo//Shutterstock


Pandemia longe do fim: a OMS registou o maior número de novos casos COVID-19 num único dia





Mas não parece haver novos dados sobre como as partículas virais infeciosas estão nas superfícies, de acordo com a NBC News.
Pesquisas anteriores publicadas em 17 de março no The New England Journal of Medicine descobriram que o coronavírus pode ficar no ar até 3 horas, em cobre até 4 horas, em papel por 24 horas e em plástico e aço inoxidável até 72 horas. Mas ainda não está esclarecido quanto tempo o SARS-CoV-2 pode permanecer nas superfícies e como podem essas superfícies ser infeciosas, como havia a Live Science informado anteriormente.


O coronavírus propaga-se "de maneira fácil e sustentável entre as pessoas", e essa é a principal via de transmissão, afirma o CDC no seu site. No entanto, "o vírus não se espalha facilmente de outras maneiras”.
Embora seja "possível" que o COVID-19 se espalhe de outras maneiras além do contato pessoa a pessoa, inclusive tocando superfícies ou objetos e depois tocando a boca, nariz ou olhos ou entre animais e pessoas, eles não são ​ as principais formas de transmissão, escreveu a agência.
Ainda assim, como todos os estados dos EUA reabriram pelo menos parcialmente, as pessoas têm receio, e querem saber que tipo de precauções devem ser tomadas. Por exemplo, as pessoas têm medo de lidar com dinheiro, e muitas empresas agora optaram por pagamentos "sem toque", segundo o The Los Angeles Times .


Os cientistas têm uma nova e promissora ideia para derrotar o SARS-CoV-2



"Um problema persistente nessa pandemia tem sido a falta de informação clara da liderança governamental, e esse é outro exemplo infeliz dessa tendência", disse Angela Rasmussen, virologista da Escola de Saúde Pública da Universidade de Columbia, ao The Washington Post . "Pode até ter um efeito prejudicial na higiene das mãos e incentivar a complacência com o distanciamento físico ou outras medidas".
O CDC publicou um conjunto de diretrizes sobre como limpar e desinfetar superfícies. "As evidências atuais sugerem que o SARS-CoV-2 pode permanecer viável por horas a dias em superfícies feitas de uma variedade de materiais", a agência ainda diz nas suas diretrizes . "A limpeza de superfícies visivelmente sujas seguidas de desinfeção é uma medida de prática recomendada para a prevenção do COVID-19 e de outras doenças respiratórias virais em residências e ambientes comunitários".
A melhor maneira de se proteger do COVID-19 é manter uma boa distância social (cerca de 2 metros), lavar as mãos frequentemente com água e sabão e limpar e desinfetar rotineiramente as superfícies frequentemente tocadas, de acordo com o CDC.

Vacina contra coronavírus com resultados promissores



Referencia//LiveScience



Sem comentários:

Publicar um comentário