quarta-feira, 27 de maio de 2020

Kit de teste rápido e barato para COVID-19, em breve no mercado


Um kit de teste COVID-19 que deteta simultaneamente a presença do vírus em seis indivíduos em menos de 30 minutos está quase entrando no mercado.
A Brunel University London, em conjunto com as Universidades de Lancaster e Surrey, uniram-se à GB Electronics (UK) Ltd, Inovo Robotics e Unique Secure para desenvolver o kit de teste de diagnóstico rápido e barato e torná-lo amplamente disponível.


Coronavirus
Photo//Executive Digest

Num comunicado, o professor Wamadeva Balachandran, da Universidade de Brunel, em Londres, disse: “Ainda existe uma necessidade urgente de desenvolver testes para o COVID-19, que sejam rápidos e baratos. Isso permitirá que aqueles que testam positivo se auto isolem o mais rápido possível, ajudando a reduzir a propagação do vírus”.
"Estou muito satisfeito que a GB Electronics, a Inovo Robotics e a Unique Secure tenham-se juntado a nós neste projeto emocionante. Os seus conhecimentos ajudarão a acelerar o desenvolvimento deste teste em larga escala para minimizar a perda de vidas."


A parceria reúne especialistas do setor e académicos nas áreas de engenharia electrónica e de software, diagnóstico, virologia, robótica e inteligência artificial para acelerar o desenvolvimento de um novo kit de teste COVID-19.
Prevê-se que o dispositivo de teste portátil possa ser usado em áreas com grandes concentrações de pessoas, como casas de repouso, empresas com muitos funcionários ​​e aeroportos, para determinar rapidamente se um indivíduo tem o vírus. Os resultados dos testes atuais de deteção de vírus normalmente levam várias horas para serem processados.





Médico dos EUA compartilha sete conselhos para lidarmos com a pandemia



O kit de teste portátil e barato tornará o teste para COVID-19 mais acessível nos países mais pobres e em desenvolvimento, onde comunidades remotas podem não ter acesso a instalações médicas de alta qualidade.
Começarão em breve os testes clínicos, em três hospitais do NHS, para validar o desempenho do kit de teste SARS-CoV-2.
"Muitas pessoas vulneráveis ​​em todo o mundo tiveram acesso limitado ou ou simplesmente não tiveram testes do vírus Covid-19 durante a pandemia", disse Henry Woods, co-fundador da Inovo Robotics. "Vemos o potencial de fazer uma diferença real na limitação da propagação do vírus por meio dessa tecnologia".


O coronavírus "não se espalha facilmente" nas superfícies ou objetos, segundo o CDC



Referencia//TheEngineer


Sem comentários:

Publicar um comentário