sábado, 16 de maio de 2020

China testa em pessoas, cinco possíveis vacinas COVID-19


O país tem mais vacinas no próximo mês, uma vez que as empresas são apoiadas por recursos estatais, incluindo militares.
As cinco possíveis vacinas já foram testadas em mais de 2.000 pessoas em ensaios de fase II sem efeitos colaterais graves, anunciou Zeng Yixin, vice-ministro da Comissão Nacional de Saúde, numa conferencia de imprensa na sexta-feira em Pequim. Os ensaios em humanos devem passar por três fases antes de serem aprovados para uso geral.


Vacina-coronavirus
Photo//blueshot / iStock


Os cientistas têm uma nova e promissora ideia para derrotar o SARS-CoV-2



A China conseguiu impressionantemente conter a epidemia de coronavírus, o que pode resultar num obstáculo ao teste das vacinas para a fase III.
A fase III consiste num grupo de controlo de indivíduos não vacinados em comparação com os indivíduos que receberam a vacina. Os especialistas determinam se a vacina realmente surte efeito.
Obviamente, isso requer um ambiente em que o vírus ainda esteja muito ativo. Com tão poucos casos novos agora na China, alguns fabricantes de medicamentos estão considerando executar seus ensaios de fase III em outros países.


O que quer que decidam fazer, o tempo é essencial, uma vez que uma vacina funcional é crucial para os países reiniciarem suas economias em dificuldades sem um aumento nos casos. Infelizmente, as vacinas normalmente levam anos para se desenvolver.
Até agora, no entanto, as empresas chinesas têm mais vacinas em desenvolvimento do que qualquer outro país. Isto deve-se ao facto deles serem apoiados por recursos estatais, incluindo os militares.
Nos países ocidentais, a farmacêutica americana Moderna Inc. e os investigadores da Universidade de Oxford estão avançados, mas ainda longe dos resultados chineses. 
Até agora o O COVID-19 afetou  mais de 4,4 milhões de pessoas em todo o mundo e matou mais de 300.000.


A Covid-19 não é apenas uma doença respiratória




Sem comentários:

Publicar um comentário