sexta-feira, 20 de março de 2020

O coronavírus espalha-se rapidamente, antes de haver sintomas

Mesmo antes de apresentar sintomas, o Covid-19 espalha-se rapidamente, sugere um novo estudo. Mais de 10% dos pacientes foram infetados por pessoas que ainda não tinham apresentado sintomas.
Os resultados de um novo estudo, levada a cabo por investigadores da Universidade do Texas, nos EUA, mostram que o coronavírus pode-se espalhar muito mais rapidamente e precocemente daquilo que pensávamos. Mais de 10% dos pacientes são infetados por alguém que tem o vírus, mas que ainda não manifestou qualquer sintoma.


coronavirus
Imagem//Centers for Disease Control and Prevention

A epidemia de coronavírus COVID-19 tem uma origem natural


A velocidade a que uma pandemia se expande depende fundamentalmente de dois fatores: Quantas pessoas cada caso infeta e quanto tempo leva para a doença se espalhar. Em média, a Covid-19 demora quatro dias a ser transmitida para outro indivíduo. Este curto intervalo significa, que a doença vai proliferar e pode ser um desafio para travar.
“Os dados sugerem que este coronavírus pode espalhar-se como uma gripe. Isto significa que precisamos de agir rápida e agressivamente para conter a ameaça emergente”, conclui a coautora do estudo Lauren Ancel Meyers.
Esta nova evidência pode orientar as autoridades de saúde pública sobre como conter a propagação da doença. O estudo foi publicado, na semana passada, na revista científica Emerging Infectious 

Diseases. A investigação teve em consideração mais de 450 casos de 93 cidades diferentes na China.
Isto da-nos evidências de que medidas abrangentes de controlo, incluindo isolamento, quarentena, fecho de escolas, restrições de viagens e cancelamento de grandes ajuntamentos de pessoas, podem ser justificadas. A transmissão assintomática dificulta a contenção“, clarificou Meyers.
As nossas descobertas são corroboradas por casos de transmissão silenciosa e aumento da contagem de casos em centenas de cidades de todo o mundo. Isto diz-nos que os surtos de Covid-19 podem ser ilusórios e exigir medidas extremas“, acrescentou a especialista.



Novas evidências mostram como o COVID-19 reduziu a poluição atmosférica global


Referencia//Techexplorist


Sem comentários:

Publicar um comentário