sábado, 15 de fevereiro de 2020

Quais os primeiros sintomas do coronavírus.


Um estudo recente, em quase 140 pacientes hospitalizados em Wuhan, na China, identificou um padrão de sintomas associados ao  novo coronavírus , agora oficialmente conhecido como COVID-19.
O sintoma mais comum é a febre, de acordo com os pesquisadores do Hospital Zhongnan da Universidade de Wuhan. Eles observaram febre em 99% dos pacientes no seu estudo.



Sintomas-do-virus
Photo//Guido Mieth/Digital Vision/Getty Image

China anunciou um aumento de mortes e infeções do coronavirus


Outros sintomas comuns incluem fadiga e tosse seca, que apareceu em mais da metade dos pacientes estudados. Cerca de um terço também tinham dores musculares e dificuldade em respirar, embora demorasse cerca de cinco dias (em média) para um paciente ter dificuldade em respirar após os primeiros sintomas.
Outros sintomas associados a resfriados comuns, como dor de cabeça ou dor de garganta, foram observados em apenas um pequeno número de casos.

 Sintomas de COVID-19

O surto de coronavírus provavelmente teve origem num mercado de frutos do mar em Wuhan em dezembro. Desde então, espalhou-se para 25 países, embora a maioria dos casos permaneça concentrada no continente chinês.
Até agora, mais de 1.100 pessoas morreram e mais de 45.000 foram infetadas pelo vírus.
Aprender mais sobre os sintomas do vírus pode ajudar os médicos a identificar casos graves antes de ficar gravemente doente. Também poderia ajudar os cientistas a entender melhor como o vírus se espalha.
Os pacientes podem espalhar o vírus antes de serem hospitalizados
O novo estudo descobriu que é mais provável que o vírus afete homens mais velhos com problemas de saúde preexistentes. Mais de 54% dos pacientes do estudo eram homens e a idade média dos pacientes era de 56 anos.

Sintomas-do-virus
Imagem//Samantha Lee/Business Insider

Novo vírus intrigante, com genes desconhecidos, foi descoberto no Brasil


Em média, demorou cerca de 10 dias para pacientes com casos graves serem admitidos na UTI desde o início dos sintomas, descobriram os pesquisadores. Mas é possível que esses pacientes tenham contraído o vírus muito antes de desenvolverem febre.
Uma pessoa infetada é provavelmente contagiosa sem apresentar sintomas durante cinco ou mais dias. No total, especialistas em saúde estimaram que uma pessoa com COVID-19 pode ser contagiosa entre um e 14 dias. Um grupo de cientistas chineses sugeriu recentemente que as pessoas podem ser contagiosas durante 24 dias.
Mas, de acordo com o novo estudo, leva cerca de sete dias para que os pacientes que já apresentam sintomas em Wuhan, sejam hospitalizados.

Os autores não disseram por que isso acontece, mas a Reuters informou na semana passada que hospitais em Wuhan recusaram alguns pacientes com sintomas mais leves.
Outras pessoas infetadas podem não admitir isso imediatamente, já que não há cura para o vírus, os médicos apenas prestam cuidados de suporte, como fluidos ou esteroides.
Seja qual for o motivo, esse atraso pode ajudar a espalhar o vírus.

Os primeiros sintomas também podem incluir diarreia

O novo estudo também descobriu que os pacientes que acabaram na UTI tinham mais dores abdominais e perda de apetite do que os pacientes com casos mais leves de coronavírus.
Os investigadores também notaram alguns sintomas "atípicos": descobriram que 14 pacientes desenvolveram diarreia e náusea um a dois dias antes da febre ou dificuldade em respirar.
Isso pode sugerir outra maneira como o vírus está se espalhando . De acordo com o estudo, um paciente com sintomas abdominais foi encaminhado ao departamento cirúrgico, uma vez que os sintomas não se alinhavam aos casos típicos de coronavírus.
Essa pessoa infetou pelo menos quatro outros pacientes hospitalizados, todos com "sintomas abdominais atípicos", e pelo menos 10 profissionais de saúde.
"Se for verdade, isso confirma que é provável que alguns pacientes sejam muito mais infeciosos do que outros, e isso coloca mais dificuldades ", disse Michael Head, investigador em saúde global da Universidade de Southampton, num comunicado.


Hospital-Whuan
Hostipal de Whuan Photo Getty Images


Se não for controlado, o coronavírus pode infetar 60% da população mundial



Dos quase 140 pacientes do estudo no Hospital Zhongnan, quase 30% eram profissionais de saúde.
Os cientistas ainda pensam que o coronavírus é transmitido principalmente através de gotículas respiratórias, como saliva e muco, quando uma pessoa tosse ou espirra, mas a diarreia também pode ser uma possível via de transmissão.
Um estudo de janeiro de pesquisadores de Pequim e Xangai identificou o coronavírus em amostras de fezes de pacientes com diarreia e náusea.
As autoridades de saúde retiraram recentemente mais de 100 pessoas de um prédio em Hong Kong  depois de dois residentes, distanciados por 10 andares, darem positivo para o COVID-19. Agora decorre uma investigação para determinar se o vírus pode se espalhar pelos sistemas de esgoto.

Quanto tempo os coronavírus resistem nas superfícies e como inativá-los


Referencia//BusinessInsider



Sem comentários:

Publicar um comentário