terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

NASA deteta um asteroide de 1 km de diâmetro em aproximação rápida da Terra

De acordo com a NASA, um asteróide chamado 2002 PZ39 irá passar pela Terra no próximo fim de semana, provavelmente no sábado (15) às 11h05, GMT.
Com cerca de um quilometro de diâmetro, ele tem tamanho suficiente para causar destruição a nível global e está se aproximando de nós a cerca de 57.240 quilómetros por hora.


Asteroide
Photo NASA

Fotos fascinantes da superfície do sol


Os cientistas estimam que a rocha espacial tenha entre 440 e 990 metros de diâmetro, o que é suficiente para gerar um impacto potencialmente fatal na Terra.
Segundo a agência norte-americana, qualquer asteróide com tamanho maior do que 25 metros, é motivo de preocupação. Eles podem provocar terremotos, tsunamis e outros efeitos secundários que se estendem para além da área de impacto imediato.
O 2002 PZ39 não é preocupante, devendo passar pelo nosso planeta a uma distância de cerca 0,03860 unidades astronómicas, ou seja 5,77 milhões de quilómetros. Apesar disso, o asteróide é seguido pela NASA e tido como potencialmente perigoso, como qualquer outra que passe tão perto de nós.



Como por vezes esses objetos podem cruzar a orbita da Terra, e, colisões com objetos próximos à Terra já ocorreram no passado, devemos permanecer alertas para a possibilidade de futuros impactos. Parece prudente montar esforços para descobrir e estudar esses objetos, caracterizar seus tamanhos, composições e estruturas e seguir suas trajetórias futuras”, disse a NASA.
Depois de sua aproximação à Terra, o 2002 PZ39 deve continuar sua viagem pelo sistema solar e alcançar Vênus em 14 de junho de 2034.
Em agosto desse mesmo ano, o asteróide pode voltar a passar pela Terra.


AstroClipper o avião espacial voará em 2022


Referencia//SputnikNews



Sem comentários:

Publicar um comentário