sábado, 22 de fevereiro de 2020

Câmaras ocultas encontradas no túmulo de TutanKhamon, será Nefertiti?


Uma equipa de arqueólogos encontraram evidências de câmaras ocultas por trás das paredes do famoso túmulo de Tutankhamon, no Vale dos Reis, no Egito, que alguns dizem esconder a rainha Nefertiti.
Os investigadores, liderados por Mamdouh Eldamaty, ex-ministro das Antiguidades egípcio, examinaram as paredes do túmulo do jovem faraó com tecnologia de radar penetrante, que revela informações sobre o que está por trás de objetos opacos.


Nefertiti,
Photo Oliver Lang / DDP / AFP / Getty Images


Robot revela segredos da Grande Pirâmide



De acordo com um artigo publicado na Nature, as imagens revelaram a presença de um espaço não identificado próximo da câmara funerária, com cerca de dois metros de altura e dez de comprimento. Isso pode apoiar a controversa ideia de alguns egiptólogos de que as paredes do túmulo ocultam uma serie de câmaras ocultas e onde pode estar o local de descanso final da rainha Nefertiti que até agora não foi encontrado.
A orientação do espaço oculto identificado indica que está fisicamente ligado ao túmulo de Tutankhamon, que é referido pelo código KV62.
Há a possibilidade de a rainha Nefertiti estar no espaço oculto, mas a câmara pode pertencer a outro túmulo, talvez a de Ankhesenamun, a esposa do jovem faraó, cuja localização do túmulo permanece um mistério.


Já em 2015 o arqueólogo britânico Nicholas Reeves anunciou ter descoberto duas câmaras secretas no túmulo do rei Tut, apontando que uma das câmaras, poderia conter os restos mortais de Nefertiti.
Análises anteriores revelaram a presença de vestígios de matéria orgânica atrás das paredes do túmulo de Tutankhamon, descoberto em 1922 por Howard Carter. Contudo, os cientistas não sabem precisar se as cavidades encontradas na área são de origem natural ou se foram construídas.
Se for provado agora que as cavidades dentro do túmulo de Tutankhamon são de origem humana, a nova investigação comprovará a teoria de Reeves. O egiptólogo acredita que Nefertiti, que nasceu por volta de 1370 a.C e terá morrido aos 40 anos, podendo mesmo estar enterrada junto ao túmulo de Tutankhamon. Para comprovar a teoria, algumas das paredes das câmaras poderão ter que ser derrubadas.


Photo//Nature

Os Anunnaki podem ter sido a origem da raça humana, afirmam os teóricos


O rei Tutankhamon, conhecido como rei Tut, tornou-se governante do Egito quando criança em aproximadamente 1332 a.C. mas só reinou até 1323  a.C., morrendo aos 19 anos. Não se sabia muito sobre o menino governante até que o seu túmulo foi descoberto em 1922 pelo arqueólogo britânico Howard Carter, fazendo do rei Tut um dos símbolos mais emblemáticos do Egito Antigo.
Nefertiti era a esposa do rei Akhenaton, pai de Tutankhamon, que governou o Egito entre 1353 e 1336 a.C. No entanto, o rei Tut tinha uma mãe diferente, fazendo de Nefertiti a madrasta do jovem faraó. Além disso, Nefertiti também era sogra de Tut, a sua filha Ankhesenamun era a esposa de Tutankhamun.


Crises ambientais podem levar o planeta ao "colapso sistémico global”


Referencia //Nature//SputnikNews



Sem comentários:

Publicar um comentário