quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

A primeira missão tripulada a Marte da SpaceX pode acontecer já em 2024

O fundador e CEO da empresa, Elon Musk, disse na terça-feira (1º de dezembro) que está "altamente confiante" que a SpaceX transportará pessoas em direção ao Planeta Vermelho em 2026, acrescentando que o marco pode chegar já em 2024.

Musk fez a declaração durante uma entrevista via webcast com Mathias Döpfner, CEO da empresa de comunicação alemã Axel Springer SE. Os dois falaram na sede da Axel Springer em Berlim como parte de uma cerimónia em homenagem a Musk, que ganhou o Prémio Axel Springer este ano.


ilustraçao-artistica-da-SpaceX
Imagem//SpaceX


Amostras de Marte trazidas para a Terra podem desencadear pandemias


"Queremos tentar enviar um veículo para lá dentro de dois anos", disse Musk a Döpfner. (Os intervalos do alvo de dois anos são ditados pela dinâmica orbital. A Terra e Marte alinham-se favoravelmente para lançamentos interplanetários apenas uma vez a cada 26 meses.)



O veículo que fará essas viagens a Marte é a nave estelar de 50 metros de altura, que será lançada da Terra no topo de um foguete gigante conhecido como Super Pesado. Ambas as naves serão total e rapidamente reutilizáveis. O Super Heavy regressará à Terra para aterragens verticais logo após a decolagem, e a nave será capaz de voar da Terra para Marte e vice-versa muitas vezes, disse Musk. (A nave será poderosa o suficiente para se auto lançar de Marte e da Lua, que têm atração gravitacional muito mais fraca do que a da Terra.)



A SpaceX está iterando em direção à nave final por meio de uma série de protótipos, o último dos quais, SN8 ("Serial No. 8"), está se preparando para um grande vôo de teste. A SpaceX pretende lançar o SN8 de três motores a uma altitude alvo de 15 quilómetros nesta semana, disse Musk recentemente.



Essa é a maior altitude jamais alcançada por qualquer outro protótipo de nave estelar até hoje. Três variantes monomotores, Starhopper, SN5 e SN6, atingiram uma altitude máxima de cerca de 500 pés (150 metros) nos seus voos de teste, que ocorreram no verão passado e nos últimos meses de agosto e setembro.

A última nave estelar terá seis novos e poderosos motores Raptor da SpaceX, disse Musk. O Super Heavy terá cerca de 30 Raptors.






Musk há muito enfatiza que fundou a SpaceX em 2002 principalmente para ajudar a humanidade a se tornar uma espécie multiplanetária. Ele reiterou esse objetivo durante sua conversa com Döpfner e também dobrou para outro desejo anteriormente declarado. Ele quer acabar os seus dias em Marte.

A discussão de terça-feira foi ampla, abordando uma série de aventuras e paixões de Musk. Por exemplo, Musk expressou confiança de que sua empresa de carros elétricos, Tesla, apresentará uma capacidade de condução totalmente autónoma no próximo ano (embora ele tenha enfatizado que não está ainda clarificado quando as autoridades reguladoras aprovarão a condução totalmente autónoma).


 

O prêmio anual Axel Springer "é concedido a personalidades notáveis ​​que são particularmente inovadoras e que geram e mudam mercados, influenciam a cultura e, ao mesmo tempo, assumem sua responsabilidade para com a sociedade", escreveram representantes da empresa numa descrição do prémio. É um "prémio de prestígio sem prémio em dinheiro", acrescenta a descrição.

Os vencedores anteriores do Axel Springer Award incluem o fundador da Amazon, Jeff Bezos, que também dirige a empresa de voos espaciais Blue Origin (2018), o inventor da World Wide Web, Timothy Berners-Lee (2017) e o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg (2016).


NASA possui fotos de estrutura misteriosa em Marte


Referencia//Space




terça-feira, 1 de dezembro de 2020

Um dos maiores mistérios da biologia 'resolvido' pela IA

Os cientistas têm pesquisado como uma proteína se dobra numa forma 3D única ao longo dos últimos 50 anos.

Agora, graças ao uso de inteligência artificial (IA), o laboratório de IA do Reino Unido, DeepMind, ajudou a resolver este mistério científico, e os organizadores do desafio científico, CASP (Avaliação Crítica da Predição da Estrutura de Proteínas) disseram que finalmente deu certo, segundo o Science Alert .


Modelo-DeepMind
Photo//Casp/DeepMind

O perigo dos danos psicológicos causados pelos robôs sexuais


Entender a forma de uma proteína pode levar a grandes avanços científicos, bem como ambientais.

Os resultados completos ainda não foram publicados, no entanto, o resumo do estudo pode ser lido no CASP14.

As proteínas são integrais porque estão presentes em todos os seres vivos. Eles são compostos por uma cadeia de aminoácidos, que são os que dobram a proteína em formas 3D exclusivas, segurando a chave de como elas realizam suas funções vitais.




" Existem dezenas de milhares de proteínas humanas e muitos biliões em outras espécies, incluindo bactérias e vírus, mas trabalhar a forma de apenas uma requer equipamentos caros e pode levar anos", disse o Dr. John Moult, da Universidade de Maryland, EUA , a presidente do painel de jurados científicos, no blog daDeepMind



O desafio CASP fez com que dezenas de equipas apresentassem as suas previsões de formas de proteínas a cada dois anos. Atingir uma pontuação de 90, que o sistema AlphaFold da DeepMind gerenciava, é considerada comparável às técnicas usadas em laboratórios, explicou a BBC .

O programa AlphaFold da DeepMind foi capaz de descobrir em dias o que normalmente leva anos de laboratório para descobrir.





Outros cientistas verificarão os dados para verificar a precisão do sistema de IA, no entanto, as descobertas iniciais são promissoras, relatou o Science Alert .

" Este trabalho representa um avanço impressionante no problema de dobramento de proteínas, um grande desafio em biologia de 50 anos", disse o biólogo estrutural Venki Ramakrishnan, presidente da Royal Society.  "Isso ocorreu décadas antes que muitas pessoas no campo tivessem previsto."


Detetor de tosse do MIT identifica 97% dos casos de COVID-19


Referencias/BBC ScienceAlert InterestingEngineering.




segunda-feira, 30 de novembro de 2020

Misterioso monólito de Utah desaparece e reaparece na Roménia

O misterioso monólito metálico descoberto no interior de um deserto de Utah desapareceu repentinamente poucos dias depois de ter sido observado pelo ar pela primeira vez por biólogos.

Estranhamente na Roménia, foi avistado um semelhante.

A estrutura de 3,6 metros de altura aparentemente desapareceu na noite de sexta-feira, de acordo com " relatórios confiáveis ", informou o Bureau of Land Management de Utah num comunicado.


Monilito-utah
Photo//FS Uol


Descoberto misterioso monólito de metal no deserto de Utah


O “monólito instalado ilegalmente” foi retirado por “alguém ou algo desconhecido”, e não por pessoal do departamento, segundo o BLM. Não haverá investigação do seu desaparecimento pelo BLM porque o monólito é “propriedade privada” e não faz parte do património público, acrescentou o comunicado.

No sítio onde estava o monólito havia apenas algumas pedras vermelhas e um triângulo metálico.



O monólito, que estranhamente se assemelhava a uma mini versão da estrutura conhecida no clássico filme de ficção científica “2001: Uma Odisséia no Espaço”, havia sido instalado na remota região de rochas vermelhas do sudeste de Utah.

Um grupo de biólogos do Departamento de Recursos da Vida Selvagem de Utah, avistaram a estranha estrutura a partir de um helicóptero em 18 de novembro quando contavam carneiros selvagens na área.



Mas um grande numero de internautas, usando imagens históricas com a ajuda do Google Earth, descobriram que o monólito apareceu entre agosto de 2015 e outubro de 2016, informou a CNET. Na altura, a futurística série de TV "Westworld" estava sendo filmada nas proximidades, observou a CNET, o que pode ser uma pista para a sua origem.






As autoridades estaduais rapidamente desmascararam a ideia de que o monólito foi colocado por alienígenas. Mas eles admitiram que teria sido difícil colocá-lo num local tão remoto. Alguns especularam que era um projeto de arte elaborado de artistas desconhecidos.

Agora o monólito desapareceu, mas no outro lado do Atlantico, apareceu outro monólito semelhante.


Monolito-Romenia
Photo//GreenSavers


Aumento de avistamentos de OVNIs cria medo de invasão alienígena


O objeto apareceu na colina Batca Doamnei, na cidade de Piatra Neamt, no condado de Neamt, no nordeste da Romênia, em 26 de novembro. Estranhamente, hoje 30 de Novembro o monólito já não estava onde havia sito encontrado.

A estrutura metálica foi encontrada a poucos metros do monumento histórico mais antigo da cidade, a conhecida fortaleza dácia de Petrodava, segundo informa o jornal inglês "Mirror".

A estrutura triangular brilhante tem uma altura de cerca de quatro metros e um lado estava voltado para o Monte Ceahlau, conhecido localmente como a "Montanha Sagrada".

Estranhos acontecimentos que ao que parece ainda vão dar muito que falar.


Luzes misteriosas no céu provocam alarmismo no Havaí


Referencia//Huffpost